Mulheres a Bordo!

fevereiro 5th, 2014 § 0

Por Capitão-de-Fragata Helena Peres
O público leigo não sabe que a Marinha promoveu, em 2013, o primeiro concurso público para ingresso de mulheres na Escola Naval.
A relevância deste ato, após 33 anos do efetivo ingresso da mulher, como militar na Força, já representa, por si só, um fato histórico, digno de registro.
As circustâncias que o antecederam, foram objeto do livro Mulheres a Bordo, recentemente lançado (www.mulheresabrodo.com.br).
Fora isso, para as 12 vagas abertas inscreveram-se cerca de 3000 candidatas ressaltando mais ainda a dificuldade do processo e a dimensão do êxito das aprovadas.
O texto que se segue, pertinente e atual, foi escrito por Carla Andrade,  tia de uma das Aspirantes selecionadas, e não se restringe ao assunto, fazendo, uma abordagem magistral e uma crítica ao nosso cotidiano.
Recomendo sua leitura !!!
Uma Foto e Vários Sentimentos
Carla Andrade
¨De todas as transformações que o nosso país enfrenta, não tenho dúvida que a pior delas é inversão de valores.
Não estou falando dos atores, mas da plateia.
Quem determina o sucesso de um espetáculo é o público. Por melhor que sejam os atores e o enredo, se o público não aplaudir, a turnê acaba.
Nós somos a sociedade, nós somos a plateia, nós dizemos qual o espetáculo deve acabar e qual precisa continuar.
Se nós estamos aplaudindo coisas erradas, se damos ibope a pessoas erradas, de que estamos reclamando afinal?
Somos nós que continuamos consumindo notícias de bandidos presos e condenados.
Somos nós que consumimos notícias de arruaceiros que ganham mesada para depredar o nosso patrimônio.
Somos nós que damos trela para beijaços, toplessaços, marcha de vadiaças, dos maconheiraços, dos super-heróis que batem ponto em “manifestações” (e que gostam de cozinhar-se dentro de uma fantasia num sol de 45 graus), e todos os tipos de histéricos performáticos que querem seus 15 minutos de fama.
Quando fazemos isso, estamos dando-lhes valores que não têm. Estamos dando-lhes atenção. Estamos dedicando-lhes o nosso precioso tempo.
Passou da hora de dar um basta nisso!
Por que os nossos jornais estão recheados de funkeiros ao invés de medalhistas olímpicos do conhecimento?
Por que vende-se mais jornal com notícia de um funkeiro que largou a escola por já estar milionário, do que de um aluno brilhante que supera até seus professores?
Por que sabemos os nomes dos BBBs e não sabemos os nomes dos nossos cientistas que palestraram no TED?
Por que muitos não sabem nem o que é o TED? Ou Campus Party?
Por que um evento histórico para o Brasil como o ingresso da primeira turma feminina da Escola Naval não é noticiado?
Por que um monte de alienadas com peitos de fora, merecem mais as manchetes do que as brilhantes alunas, que conquistaram as primeiras 12 vagas, da mais antiga instituição de ensino superior do Brasil?
Por que nós continuamos aplaudindo a barbárie, se ainda temos valores?
O país não mudará se nós não mudarmos o foco!
Os políticos não mudarão se nós não refletirmos a sociedade que queremos!
Já passou da hora de nos posicionarmos!
Ostracismo a quem não merece a nossa atenção e aplausos para quem faz por merecer.
Merecer! Precisamos devolver essa palavra para o nosso dicionário cotidiano.
Meu coração ao olhar essa foto hoje, se divide em vários sentimentos distintos.
Muito orgulho de ser mulher e me ver representada por essas guerreiras.
Elas não estão fazendo arruaça pleiteando igualdade. Elas conquistaram a igualdade estudando e ralando muito.
Elas tiveram que carregar na mão as suas malas pesadas no dia que entraram na Escola Naval. Não puderam puxar na rodinha não! Tiveram que carregar na mão igual aos aspirantes masculinos.
Elas foram e fizeram.
Mas ao contrário das feministas de toddynho, não estarão nas manchetes dos jornais de hoje. E isso me evoca outros sentimentos.
Sentimentos de revolta, de vergonha, e de constrangimento frente a essas mulheres, que não serão chamadas de heroínas por apresentadores de televisão. Mas estão dispostas morrer como heroínas por nosso país.
Parabéns Primeira Turma Feminina da Escola Naval de 2014. Vocês são a dúzia que vale muito mais que milhares!¨

ASPIRANTES FEMININAS INICIAM ADAPTAÇÃO NA ESCOLA NAVAL

fevereiro 3rd, 2014 § 0

Por Capitão-de-Fragata (T) Helena Peres

mulheresabordo@gmail.com

Há 33 anos atrás um grupo de mulheres iniciava sua carreira militar, pela primeira vez na história, na Marinha do Brasil. Naquela ocasião, a carreira ainda não era efetiva. As militares eram recrutadas, e passariam por um período probatório, por 9 anos.

Toda esta trajetória foi muito bem relatada, em nosso livro Mulheres a Bordo (www.mulheresabordo.com.br).

Janeiro de 2014 marca o início de uma nova era para as jovens de nosso Brasil. A Escola Naval, pela primeira vez na história, recebe um grupo de 12 jovens, que iniciam seu período de adaptação, em igual condições aos jovens.

Foto: De Vito Fotos

Estas jovens passaram por um rigoroso processo de seleção, similar ao enfrentado pelos homens, e que inclui, além de provas escritas, avaliação médica e física.

Agora passam a integrar o Corpo de Intendentes da Marinha, onde poderão atingir ao posto de Vice-Almirante.

Foto: De Vito Fotos

Durante o período de adaptação as Aspirantes receberam a ilustre visita do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto.

BRAVO ZULU aspirantes!!

Que bons ventos a tragam para nossa Força.

Como comprar o livro Mulheres a Bordo

abril 12th, 2013 § 0

Agora ficou mais fácil. A compra pode ser realizada diretamente em nosso site www.mulheresabordo.com.br, ou ainda no Mercado Livre. Pagamento à vista ou parcelado no cartão. Contato pelo e-mail mulhernamarinha@gmail.com.

Entrega do livro à Presidenta Dilma Rousseff e cumprimentos à Almirante Dalva e oficiais e Oficiais-Generais recém-promovidos.

fevereiro 16th, 2013 § 0

No dia 20 de Dezembro de 2012, as autoras do livro Mulher a Bordo foram convidadas a ir até Brasília para entregar pessoalmente o livro à Presidenta Dilma Rousseff, que as recebeu carinhosamente. A Presidenta  parabenizou o projeto Mulheres a Bordo, que  além do livro, produziu também 1.000 audiolivros que foram distribuídos gratuitamente para instituições de deficientes visuais.

No mesma data a Presidenta havia prestado os cumprimentos aos Oficiais-Generais promovidos. Dentre eles destacou-se pela primeira vez na história a Contra-Almirante (Md) Dalva Maria Carvalho Mendes, razão pela qual a presidenta manifestou publicamente a sua satisfação em poder realizar este ato histórico:

“Não poderia deixar de registrar aqui que, pela primeira vez, uma mulher ascende à patente de oficial-general, demonstrando que, também nas Forças Armadas, patriotismo e profissionalismo independem de distinções de gênero. Isso será cada vez mais evidente, agora que o ingresso das mulheres nas carreiras militares passou a ser estimulado por novas regulamentações. O brilho da carreira da almirante Dalva Maria de Carvalho Mendes é exemplar do sucesso que milhões de brasileiras têm alcançado na busca de uma vida mais plena e de uma sociedade mais justa e com mais oportunidades para todos”, disse.

Matéria da Revista do Clube Naval, feita pelo Almirante Façanha.

fevereiro 15th, 2013 § 0

Foi com muita alegria que recebemos a Revista do Clube Naval, de out/nov/dez, e na página 74 se encontra uma matéria tão carinhosa escrita pelo nosso Almirante Intendente mais antigo na Reserva, o Vice-Almirante Estanislau Façanha Sobrinho.
Este senhor, que há tantos anos conheço, é um exemplo de militar e de pessoa. Conhecido por muitos anos como um grande atleta, apesar da idade avançada, demonstra sua lucidez e amor à Marinha, em todos os eventos que comparece.
Em seu artigo o Almirante também deixa claro o seu carinho e admiração especial pelas mulheres militares da Marinha, que realizam seu trabalho competente na Força.
Conseguiu perceber muito bem o que quisemos retratar no livro: a multiplicidade de funções que hoje exercem as mulheres na Marinha.
Muito obrigada Almirante, por tanto carinho com a gente.
E para quem ainda não possui o livro informamos que está a venda na Editora Hmperes, Rua da Quitanda 194, sala 507, Centro. Tel: (21) 2223-3117, Cel: (21) 8741-8326 (CF Helena Peres), (21) 6704-5684 (CIbele Souza)
Entregamos no Centro e OM da Marinha (via postal), sem custo.
Para demais localidades, enviamos por Correios.

Matéria carinhosa sobre o livro Mulheres a Bordo e  mulheres militares da Marinha, feita pelo Almirante Façanha.

Exemplares do livro Mulheres a Bordo à venda na editora HMPeres.

fevereiro 15th, 2013 § 0

Queridas amigas e queridos amigos,

O livro está disponível na editora HMPeres, Rua da Quitanda, 194 – sala 507 – Centro.

Entre em contato conosco!

mulhernamarinha@gmail.com

Tel.: (21)2223-3117

Cel.:(21)6704-5684

Cel.:(21)87418426

Matéria do G1

dezembro 24th, 2012 § 0

http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/12/dilma-homenageia-primeira-mulher-ocupar-cargo-de-oficial-general.html

Matéria da Folha de São Paulo

dezembro 24th, 2012 § 0

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1194566-primeira-general-diz-que-e-preciso-cautela-com-mulher-militar.shtml

Primeira Almirante da Marinha do Brasil

novembro 12th, 2012 § 0

http://oglobo.globo.com/blogs/ilimar/posts/2012/11/07/a-coluna-panorama-politico-7-do-jornal-globo-473716.asp

Caderno Ela – Jornal o Globo de 13 de outubro de 2012

outubro 13th, 2012 § 0

http://ela.oglobo.globo.com/vida/cultura-em-vida/a-trajetoria-feminina-na-marinha-no-livro-mulheres-bordo-6390247